expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Translate

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Coisas do destino

Coisas do destino


  Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Caminhos vão e vêm, sem rumo;
Veleiros sem leme, sem vento;
Sonho sem esquadro, sem prumo;
Poesia no útero do pensamento.

Aqui, dois sonhos se encontraram,
Mulher e homem, talvez meninos.
E, num átimo, se desencontraram
Num tarde demais do destino.

Não se perderam.
Seguiram.
Quem ama espera a próxima volta.


Daniel Carvalho Gonçalves
Escrito em 29 de setembro de 2000
Abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário