expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Translate

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Loucura

Loucura


     Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Quem há de entender o poeta
Quando seu poema é um grito
Rasgando a solidão do seu mundo?

Quem poderá desvendar suas intenções
Quando o seu coração é tempestade
De dores, cores e sentimento?

Cada verso é vendaval incontido,
De incógnitas inspirações,
De caminhos e descaminhos,
De amores indecifráveis
Que nascem e morrem dentro de si,
Às vezes no mais doce dos silêncios.

Quem há de ousar por este orbe estranho,
Domar essa fúria indomável,
Explicar essa estentórea tormenta,
Quando tudo parece paz,
E seus gestos transpiram
Simplicidade?

Haverá quem possa?


Daniel Carvalho Gonçalves
Escrito em 19 de fevereiro de 2017
Abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário