expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Translate

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Meu mundo romântico

Meu mundo romântico

  Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Evoco a inspiração
Em minha alma silenciosa,
Num ritual poético,
Reverente ao sentimento,
Averso à forma.

Deixo singrar as palavras
Como se fossem barcos de papel
Ao bem-querer dum mar inquieto:
Contesto a frialdade da metria.

Sou um apaixonado,
E o amor não é milimétrico,
Não se resume,
É um infinitivo poético,
De rima casual e gestos fáceis,
Inconcebível no limitado
Útero da forma.

Prefiro o calor
De um sentimento
E a gentil infância
Do meu mundo romântico.


Daniel Carvalho Gonçalves
Escrito em 25 de agosto de 1999
Abraço!

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Motivo de uma deusa rara

Motivo de uma deusa rara

  Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Maravilhosa chuva de estrelas cadentes
Riscando o mistério do firmamento escuro,
Voluptuosa em tua feminilidade ardente,
Encantadora como o anjo mais puro,

Deusa entre todas as flores do mundo,
Deliciosa qual o mais delicado vinho,
Absoluta em meu sentimento profundo,
És, num dia frio, o calor de um ninho.

Qualquer analogia é signo de admiração,
É tua divindade brincando com meu medo,
Invadindo docemente meu infante coração.
Ora! Meu amor por ti não é nenhum segredo!

As juras de quem nada é além de um poeta
Podem ainda não te dar o mundo aos teus pés.
Por isso, tu, que a gana de vencer me emprestas,
Ouças estas rimas que nascem de minha fé:

hei de dar-te ainda um pedaço do paraíso,
Algo tão mágico e lindo como o teu sorriso.


Daniel Carvalho Gonçalves
Escrito em 19 de julho de 1998
Abraço!

terça-feira, 7 de abril de 2015

Além da poesia

Além da poesia

  Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


As vezes me calo, perplexo,
Como se calasse meu pensamento,
Pois, as palavras nascem sem nexo,
Numa tempestade de puro silêncio.

E, no vazio destas palavras não ditas,
Eu te beijo e te abraço, te faço divina,
Na esperança que esse gesto permita
Que tu saibas o quanto te amo, mulher-menina.

Ah, se tu soubesses como acho gostoso
Acordar ao teu lado em cada alvorecer,
VEr o teu sono, te desejar, malicioso,
Constatar que o meu amor por ti vai só crescer.

Aí, me sinto poeta, homem que, jamais, um dia,
Imaginou amar a uma mulher com tanta poesia.


Daniel Carvalho Gonçalves
escrito em 02 de março de 1999
Abraço!